sábado, 8 de março de 2014

Yes, We Can Do it!


Feliz dia internacional da mulher! O papel feminino assim como o masculino não é fácil. Mas, assim como não dá para negar isso, não se pode esquecer que ancestrais batalharam, lutaram e até morreram para garantir muitos direitos que hoje parecem corriqueiros!

Eu aprendi, quando ainda estagiária de uma ONG que tratava dos direitos de criança em situação de risco e resolveu caminhar para suporte às famílias para prevenir que crianças estejam em situações de risco, que nós mulheres temos força, temos garra, temos dinamismo, mas, não podemos perder a ternura.

Não somos mais nem menos que os homens, somos diferentes e se podemos somar, agregar, cuidar, dar amor, entender e tornar as relações leves, por que não?

Sei que tivemos que "vestir as calças", ir à luta, mas também não fica bonito querer igualdade e querer que os homens paguem todas as contas, nos adulem, mimem enquanto ficamos sem fazer nada, emburradas e exigentes...esse salto não veste bem. Temos que estar no salto sim, mas em postura, em carater, em personalidade e temos muito a somar e contribuir com nosso parceiro, com nossos filhos, amigos, bairro, cidade, enfim, com o mundo!

Eu precisei me reinventar para poder realizar o sonho de acompanhar meu filho de perto e dar amor, carinho e educação a ele. Educação que não é só aquela que vem da escola.

Sem o meu companheiro, isso não seria possível.

Seu reconhecimento do meu papel, do meu trabalho em casa e da minha luta para que meu trabalho seja bem remunerado, reconhecido e de sucesso foi a sua maior prova de amor para que eu me encontrasse com minha essência.

Digo que ele me poupou da loucura e de anos de terapia.

Não que todas as mulheres sintam da mesma maneira ou tenham as mesmas necessidades, mas eu não pude deixar de ouvir o meu forte chamado e apesar de ainda continuar sem tempo, de ter que me desdobrar entre mil atividades, afinal, resolvi ficar em casa, mas montei meu próprio negócio e isso não é fácil e toma muito do meu tempo...continuo com o desafio de ter tempo para mim, de me cuidar, de ter tempo para amigos, de ter tempo para família e parentes, de ter tempo para meu filho que me chama para brincar enquanto estou trabalhando no computador ou fazendo tarefas domésticas, enfim...não resolvi a questão do tempo, mas me empenho e vou resolver...meu sonho hoje!

Parabéns a todas as mulheres que assumem sua essência, não perdem a ternura e não tem vergonha de ser chamada de "mulherzinha", porque assumir a essência feminina é o primeiro passo para a paz de espírito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário que prometo responder.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...