segunda-feira, 31 de março de 2014

E Miguel fez 4 anos!!!!

 

Viva o Miguel!!! Incrivel, a semana foi tão corrida, houveram tantos imprevistos, que não consegui fazer vídeo, fotos e nem homenagem ao meu pequeno, no dia 18 de março e isso me incomodou...mas, eu fiz algo que não me permitiu criar essas coisas que tanto amo, brinquei com ele. Primeiro, fiz os cupcakes para a turminha dele decorar junto e cantar parabéns. Fiz a linha do tempo dele com fotos e biografia para a professora contar na linha do tempo montessoriana. Fiz as almofadas para presentear o cantinho da leitura. Organizei a festa dele, cuidei de sua pneumonia, o levei ao hospital para exames, mediquei, fiquei noites sem dormir, trabalhei, enfim, foi uma abençoada loucura...deu tudo certo. Conversando com minha irmã, madrinha dele, ela me disse: "Mais um ano com o filho vivo, saudável, protegido, em família, tem que comemorar".

Tem muita gente que acha festa infantil o fim da picada, dinheiro desnecessário, tempo desnecessário, enfim...cada um com sua opinião, visão de mundo. Acho que quando tem verdade, quando você consegue reunir pessoas que fazem parte da vida do seu filho, quando não tem piração, ostentação ou fazer coisas porque viraram questão de honra...acho que vale a pena celebrar. Eu gostaria de celebrar todos os anos de vida do meu filho, reunindo pessoas que gostam e vibram por ele. Peço que estejam perto de nós, só quem nos ama, quem nos admira e respeita. Claro, a vontade é convidar todo mundo, mas às vezes, o orçamento não permite e também acho que perde um pouco a intimidade da festa. O que fazer quando temos família grande, amigos presentes? Ainda não rola fazer em casa, porque tem muita criança pequena e o legal é que tenham espaço para correr, brincar livremente e esse ano foi incrível, porque o meu trabalho permitiu que realizássemos a festa na Q-Tal Festas
A Adelaide, a Jane e toda a equipe foi muito bacana, profissional e competente. Sonhamos uma festa ao ar livre, com banho de mangueira, futebol, sacolé, muro de escalda e tirolesa, mas o tempo foi de chuva, então as brincadeiras foram "indoor" mesmo. Ainda assim, a atmosfera lúdica foi sensacional. Todos voltamos um pouco a ser criança.

Uma das coisas que amo na minha família, temos Rebello de todos os tipos, lindos, sempre! 

Gerações brincando




A vó Marly fez os robes Jedi, que deram o clima da brincadeira. Jedis e Leias puderam correr, lutar, sonhar ao som de Star Wars...




                                                         Uma graça o mobiliário provençal















 Meu Jedi favorito! Com a roupa especial que a vó Marly fez. Gratidão, Querida! A espada, foi o papai quem fez e a amiga Alice me contou que em terapia, usa-se guerra de macarrão...para extravasar, aprender o limite e foi um barato ver os meninos pedindo o robe e a espada...


 O bolo ficou exatamente como queríamos. Tia Katia arrebentou. E era bolo formigueiro, apesar da pasta americana, bolo fofo de mãe por dentro. Enfeitou, encantou e foi devorado!






Me emociono sempre nessa hora


 Minha irmã foi super Dinda, recortou muito, colou muito e ajudou a personalizar o tema. Valeu, irmã!
                                                               Padawan Vicente, lindo!

Foram tantos imprevistos...queríamos ter feito o estilingue grande para a brincadeira do angry bird e naves espaciais...mas, não foi possível. Fizemos o que foi possível, colocamos a mão na massa, nos envolvemos e vimos as crianças brincarem muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário que prometo responder.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...